Área do Usuário
   Portal da Transparência
Acessibilidade
A+
A-
Contraste
Retornar acessibilidade
  1. Home
  2. Notícias
  3. Geral
Geral

Relembre quais foram as principais doenças que assolaram populações


Publicado em: 06/07/2019 10:00 | Fonte/Agência: CRMV-PR | Categoria: Geral

 


Peste bubônica, cólera, tuberculose, varíola, gripe espanhola, tifo, febre amarela e malária estão entre as principais epidemias que já causaram estragos à humanidade. São bactérias, vírus e microorganismos que ocasionaram milhões de mortes desde os primórdios até a atualidade. Há teorias que defendem que o contágio teve início quando o homem desenvolveu a agricultura e a domesticação dos animais, dando início à vida urbana. Estes fatores contribuíram para que o homem entrasse em contato com os vírus que estavam hospedados nos animais. Já a proliferação é atribuída à invasão humana em florestas, provocando desmatamentos no habitat de outros seres. 

A expansão das zoonoses continuou no período da Idade Média. A peste negra, como ficou conhecida de 1333 a 1351, ocasionou a morte de 50 milhões pessoas na Europa e Ásia. Causada por uma bactéria hospedada em roedores, chegava pela rota da seda, na época das navegações, e era transmitida quando atracava nos portos. 

Mais tarde, a expansão da industrialização nos países europeus favoreceu o aparecimento de mais doenças, tendo em vista o aumento do lixo e o crescimento descontrolado da população urbana. A tifo, por exemplo, atingiu três milhões de pessoas na Europa Oriental e Rússia. As pessoas que contraíram a doença viviam em situações deploráveis, onde não havia higiene e saneamento básico, condições ideais para a proliferação da bactéria. 

Na primeira guerra mundial, o vírus influenza ganhava força, infectando 50 milhões de pessoas. A transmissão se dava pelo ar por meio da saliva e espirros. Os sintomas são os parecidos com de uma gripe normal, no entanto, o quadro clínico da pessoa era de pneumonia. 

No Brasil, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apresentou um estudo no qual 35% dos municípios sofrem com doenças relacionadas ao precário saneamento e problemas na coleta de lixo. Segundo o relatório, divulgado em 2018, as epidemias, como zika e chikungunya, estão concentradas nas regiões nordeste e norte. Já a febre amarela nas regiões sudeste e  sul. 

O dia mundial das zoonoses é uma forma de proporcionar uma reflexão conjunta entre profissionais e população, para melhorar a qualidade de vida dos seres vivos. 

 


Voltar
Top